Food Revolution Day, Uber, Escape 60, Brownies e Outro Gato Adotado

postado em: Vida de Gato | 0

Sinto muita falta de ficar em casa e escrever na hora em que dá vontade e que a inspiração vem, sinto muito saudade de arrumar a minha casa, organizar as coisas, nos finais de semana quero só fazer TU DO!  Claro que não rola nem metade, mas essa foi a vida que escolhi, trabalhar para poder estudar, o que me deixa sem tempo para fazer o que eu gosto o que dá prazer. Aí você vai me perguntar, mas estudar não te dá prazer, Sandra? Sim e muito, porém bem menos do que acreditei que daria, passo mais tempo politizando os grupos que estudando ou aprendendo algo. Isso me torra a paciência. Propaganda, conceito, referencias, se precisar explicar é porque está errado ou a outra pessoa não tem conhecimento suficiente para absorver e aí fica tudo muito medíocre.

Ansiedade

Tanta aflição, ansiedade e terceirização da minha responsabilidade geraram consequências físicas, voltei a ter insônia o que me deixa irritadíssima durante o dia, porque antigamente eu ainda podia dormir durante o dia pra descansar e hoje em dia eu não posso nem piscar no ônibus, porque sempre vou em pé e espremida pra tentar chegar na hora.  Minha pressão foi a 19×12, corri para o pronto socorro, tive que pagar consultas, vou ter que pagar exames e ainda bem que tenho amigos que me ajudaram com os exames e consultas, estou tomando remédio diariamente para controlar a pressão só pra não infartar antes do tempo.

Isso tudo é culpa só do estres? Não, é culpa minha também que ando almoçando no shopping e jantando na faculdade, quando dá pra jantar, tudo com muito sódio, gordura e açúcar, não tinha mesmo como dar certo.

Independente do resultado dos exames o melhor e mais barato remédio foi correr para a feira e já que não durmo mesmo, aproveito as noites para cozinhar, continuo irritadíssima durante o dia todo, mas pelo menos almoço e janto coisas saudáveis, carrego sempre uma ou duas frutas na bolsa, a proposito acredito que esqueci uma maçã na gaveta do trabalho.

Foi nesse susto de pressão super alta que conheci o Revolution Food Day, projeto  do Jamie Oliver para melhorar a saúde e alimentação das pessoas ao redor do mundo. O site estimula que as pessoas preparem suas refeições utilizando alimentos frescos, sem aditivos e muito mais saudáveis. No ultimo dia 20 vários grupos em diversos países se reuniram ao redor do mundo para incentivar e conquistar mais adeptos da alimentação saudável. Qualquer pessoa pode participar, pode se inscrever no site ou procurar grupos pelo Facebook na sua cidade. Começar é bem simples, basta preparar sua refeição de forma saudável, se puder ensinar 3 pessoas a fazer o mesmo será maravilhoso, já terá uma corrente sendo formada. Sua saúde e seu bolso agradecem!

Eu comecei de maneira bem simples, passando no sacolão, visitando a sessão de frutas, verduras e legumes do supermercado, ainda não está 100% mas a intenção e zerar a compra de produtos industrializados e processados. Não prometo posts aqui, mas muitas fotos no Insta gram @sanprs, sigam lá que toda semana terá dicas também podem pesquisar pela #sansfoodrevolution.

food revolution

Quem me segue no Insta gram e no Facebook deve ter notado algumas fotos de brownie, acontece que fazendo o trabalho de marketing do semestre, pesquisando, cai num vídeo de um empresário de brownie, claro que fui pra cozinha preparar uma receita, deu tão certo que fiz outra e mais outra e já tenho até algumas encomendas, vou criar a marca, fazer todo o plano de marketing, um passo de cada vez, vai que dá certo? Tomara que o professor aceite um plano de marketing de uma fabrica de brownies, porque o que ele pediu no trabalho ta enroscado na página 15 e tem até as 22 horas de hoje pra finalizar. Que culpa tenho eu se meu esporte preferido é cozinhar?

Pop Brownie

 

Mudando completamente de assunto, essa semana usei o Uber pela primeira vez, fui convidada pela Carol que está começando um projeto novo, um blog para ela escrever com o filho, Companheiro de Aventuras, para ir ao Escape 60. No meio do caminho descobri que não daria tempo de ir de transporte publico e não pensei duas vezes, usei o aplicativo do Uber, em menos de 5 minutos já estava a caminho, e o melhor, gastando menos que se fosse de ônibus, pois fui numa corrida compartilhada, como deveria sempre ser.

Uber é um projeto muito bacana, mas tem que ser regularizado, táxi é táxi e uber é outra proposta, entenda as diferenças! Foi muito bom para dar um susto nos taxistas que se achavam donos do ramo, não preveriam uma concorrência tão acirrada. Vamos torcer para que o Uber continue sendo util e que sobreviva, já que o intuito seria quem já está com o carro na rua oferecer caronas a quem precisa ir até um local próximo do destino do motorista, já estão profissionalizando o Uber, e com esses preços não sei se sobrevive por muito tempo, sem contar que fogem da proposta e vão acabar sendo taxados pelo governo, mesmo que com impostos menores, talvez a demanda não alcance, se é que vocês me entendem. Se contar só pela gasolina, ok, dá lucro, mas todos sabemos que carro não vive só de combustível, tem água, tem óleo, tem revisão, tem seguro que pra Uber é tão ou mais caro que de táxi, tem o desgaste do veiculo e por aí vai… O segredo do sucesso é compartilhar!

Graças a meu Uber compartilhado cheguei a tempo no Escape 60 e aí foi uma loucura, que coisa de louco, tudo tem um porque, tudo tem uma lógica e vai saber qual é?  Você acha que uma hora é muito tempo, mas quando percebe faltam 15 minutos para acabar e você não desvendou nem metade dos códigos. Fomos na sala Kitchen que era bem tranquila, mas claro que eu vou querer conhecer todas as salas, é uma ótima diversão. Um momento desconectado do mundo virtual e com muita interação. Pra reunir a família, os amigos, comemorar aniversário, ou só fazer algo diferente e usar a cabeça sem só pra separar as orelhas.

Escape 60 Kitchen
Imagem de Escape 60

 

Como essa semana tudo que tinha pra acontecer aconteceu, eu também adotei um outro gato. Desde que mudei de apartamento em janeiro, percebi que havia um gato preto rondando o condomínio, eu como boa cuidadora sempre oferecia comida, saches e água, até que há uns 15 dias ele apareceu machucado, voltei pra pegar o celular e tentar conseguir ajuda para trata lo e quando cheguei onde tinha deixado o gato comendo ele não estava mais lá. Fiquei preocupada, ainda mais com sexta feira 13 na semana passada, nada do gato voltar, isso que todos os dias o encontrávamos a caminho do trabalho. Até que ontem pela manhã ele apareceu na varanda, brincando com o Vincent como sempre, fomos levar comida e percebemos que o ferimento só tinha piorado, fiz um esquema de guerra, pra prender o gato e estou mantendo isolado na varanda.

Adoçãoresponsavel

Uma amiga veterinária já constatou que é um caso de sarna otodéctica e o tratamento apesar de simples é caro, até porque tem que fazer a profilaxia nos outros dois aqui de casa, porque mesmo que eu não tivesse resgatado o bichano, eles brincam pela varanda e há vários outros gatos rondando por aqui, já que agora moro no térreo, é bom aplicar o Advocate de tempos em tempos, já limpei o ferimento, improvisei uma grande casa para ele na varanda, quentinha e protegida, vou comprar a medicação o mais rápido possível para que possa logo fazer a adaptação dele com os gatinhos da casa.

O Vincent já está louco para interagir, enquanto a Mia só chega perto pra fazer “fus” e correr pra bem longe.

Também vou providenciar a castração, outra amiga já está ajudando. Quem tem amigos tem tudo. Não teria condições de ajudar o gatinho se não fossem meus amigos. Estou pensando inclusive em fazer uma rifa para juntar o dinheiro do tratamento, já que estou gastando no cartão de crédito e uma hora essa fatura vai chegar. Não quero uma estrelinha, quero que as pessoas entendam, como falei aqui, que há várias formas de ajudar animais abandonados e quando você age com transparência muita gente ajuda, pode parecer pouco, mas no final faz uma grande diferença.

 

 

Grama de Milho Para Gatos

postado em: Vida de Gato | 3

Quem tem gato sabe que os bichinhos passam o dia todo se banhando, esse banho de gato faz com que os pelos soltos do gatinho se encaminhem para o sistema digestório, por isso é tão comum os gatinhos acabarem vomitando bolas de pelo. Porém isso pode ser evitado com uma técnica simples e barata: a grama de milho.

Já pensei até em fazer uma área maior para os gatinhos deitarem e rolarem, nem que ocupe metade da varanda, só preciso encontrar o vaso correto, também já pensei em usar duas floreiras, divididas em 4 partes, a cada semana planto numa parte e garanto a grama dos gatos sempre viva.
Seja como for, o importante é toda semana fazer um plantio novo.
Aqui como tenho dois gatos faço sempre dois vasos, com menos de dez reais eu tenho grama o mês inteiro.

grama para gato

Agora que comecei a trabalhar está mais difícil de repor, por isso fiz esse tutorial, assim os meninos mesmo podem fazer e adiantar meu final de semana.

gramas para gatos

Para fazer a grama você vai precisar de:

Vasos com furos no fundo
Terra vegetal
Pedras, cacos de telha, qualquer coisa para drenar a água
Milho de Pipoca ( não vale de microondas)
Borrifador de água ( dá pra regar com as mãos)

Certifique se que os vasos estão limpos, se não tiver furos no fundo faça você mesmo, como usei baldinhos de alumínio fiz com um prego, se forem de plastico use um prego quente com ajuda de um alicate.

grama de milho

Coloque uma camada de pedrinhas, no fundo, cubra com terra deixando um bom espaço para colocar os grãos de milho e ainda colocar uma nova cobertura de terra.
Cuidado para não prensar a ultima camada de terra.

grama de gatos

 

cat vida de gato

Regue com água limpa dia sim dia não, só regue todos os dias se o clima estiver muito seco.
No começo eu fazia gramas quase todos os dias para não faltar. Os gatos adoram!

Assim fica a grama depois dos gatinhos

 

Brigadeiro de Leite em Pó com Cereja

postado em: Bakery, Vida de Gato | 1

Em abril fui num encontro de blogueiros em São Paulo e ganhei vários kits das empresas com produtos para produzir receitas e conhecer melhor as marcas e produtos. Já falei sobre o encontro aqui .

brigadeiros de leite em pó

Foi em abril também que meu gatinho, o Vincent, ficou doente, parou de comer e nada mais fazia o gato voltar a se alimentar, levamos a vários veterinários, fizemos exames e nada resolvia o problema do gato. Na sexta feira santa quando já não tinha mais nada pra fazer, no auge do desespero em ver o gato jogadinho no chão, fraquinho, sem fome eu comecei a conversar com o gato e disse pra ele que se ele voltasse a comer eu ficaria um ano sem comer chocolate. Não é que o gato me olhou e se dirigiu ao prato de ração devorando tudo o que tinha?

Aniversário de gato

Na hora foi ótimo, mas como demora pra passar um ano sem chocolate!
Estou igual presidiaria contando os dias na parede com tracinhos. Mal completei 3 meses, um quarto da promessa já foi cumprida.
Estou explicando isso para que entendam a carência de receitas com chocolate no blog. Continuo fazendo as encomendas.

encomendas de bolo trufado de cerejas

Sofro um pouco mas faço, até faço os doces dos meninos com chocolate, e estou firme e forte, promessa é divida. Vai entender essas coisas!
Nunca fiz uma conta de quantas vezes por semana eu encarava o chocolate, mas sei que agora estou tendo que me virar com receitas sem ele para acalmar o vicio do doce, e da lhe leite em pó em tudo.
Nessa receita usei os produtos dos kits recebidos da Regina, da  Cepêra e confeitos da Mavalério.

brigadeiros de leite em pó

 

Brigadeiro de Leite em Pó com Cerejas

  • 1 lata de leite condensado Regina
  • 5 colheres de sopa de leite em pó Regina
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 50 ml de leite
  • 1 pote de cerejas em calda Cepêra
  • Leite em pó para enrolar os doces
  • Confeitos de coração Mavalério para decorar
Modo de Preparo:
Numa panela de fundo grosso coloque o leite condensado, o leite em pó, a manteiga e o leite.
Leve ao fogo médio para cozinhar, mexendo sempre.
Cozinhe até soltar do fundo da panela, o mesmo ponto do brigadeiro tradicional.
Coloque num prato para esfriar. Reserve.
Coloque as cerejas numa peneira para separar a calda. Se estiverem secas fica mais fácil de rechear do doce.
Depois de frio, pegue porções da massa e abra discos nas mãos umedecidas em água.
Coloque uma cereja no centro e feche o doce.
Passe no leite em pó.
Arrume em bandejinhas e decore com um coração de confeito.
brigadeiros de leite em pó
Depois disso é só aproveitar!
Nesse ano prevejo muitas outras receitas como essa, e já vou até deixar um spoiler. Quem sabe a próxima seja essa palha italiana também de leite em pó pra comer rezando.
palha italiana de leite em pó

Gatos, Adoção Consciente

postado em: Vida de Gato | 0

Diariamente vemos nas redes sociais dezenas de gatinhos sendo compartilhados, esperando por adoção, da mesma forma que vemos dezenas de instituições, ONGs e até mesmo protetores/cuidadores pedindo ajuda para seus bichinhos resgatados. Fica dificil saber quem faz um trabalho sério e quem apenas quer se aproveitar da popularidade dos felinos para levantar uma grana extra.

Vida de gato

Desde a semana passada estou acompanhando o caso de uma mulher de Campinas que até me ofereci para compartilhar sua história, para conseguir mais ajuda, já que ela dizia ter 80 gatos em casa sob seus cuidados e precisava mudar de casa com urgência, inclusive já teria sido até despejada e não tinha para onde ir com tantos gatos.

Claro que eu questionei, como alguém que não tem uma residencia fixa pode adotar tantos gatos, eu tenho dois e eles fazem toda a diferença na escolha do imóvel a ser locado, uma série de itens precisam ser observados e regularizados para que eles fiquem bem. Muita gente pode me condenar mas é como ter filhos de 3 ou 4 anos a vida toda.
Resumindo a história, hoje fiquei sabendo que a tal cuidadora era uma estelionatária, que todos os gatinhos estavam debilitados, sujos, com pulgas, vermes, pior que se estivessem na rua. Uma ONG os resgatou e não eram apenas 80, haviam 110 gatos, muitos nem eram castrados ainda.
Neste link tem mais informações sobre o ocorrido  .
Fato é que são casos como esse que fazem com que muitas pessoas deixe de ajudar, se a pessoa em questão é acumuladora ou mal intencionada não se sabe, não vou julgar, me preocupo apenas com os gatos, gostaria de adotar mais alguns, mas como já pesquisei muito sobre seus cuidados e moro em apartamento alugado sei que agora o melhor que posso fazer é cuidar de longe.
Antes de adotar um gatinho, é bom observar o espaço que ele terá para brincar, onde ficará a caixa de areia, como vai impedir que ele vá para a rua, qual a melhor ração, um bom veterinário, vacinas, castração e vermífugos. Isso só para começar.

A Mia foi encontrada numa sacolinha de lixo na calçada e alguns minutos mais ela não estaria aqui. Claro que assim no susto fomos nos virando com o que tinha, somente no outro dia que conseguimos ir até um Pet Shop e providenciar tudo o que precisava, a compra até que não ficou cara e durou mais de um mês, também tive sorte de encontrar uma excelente veterinária que me atendia em casa e com preços justos.

Foi ela quem me trouxe o Vincent, como os vizinhos sabem que ela cuida, soltam filhotes em frente a sua casa, ela por sua vez cuida e os encaminha para adoção. Infelizmente ainda tem muita gente sem noção que apenas larga os bichinhos para serem encontrados por quem chegar primeiro, muitos não tem tanta sorte e acabam morrendo, de fome, de frio ou pela maldade das pessoas. Eu acho que já disse um milhão de vezes, ninguém é obrigado a gostar de gatos, mas é obrigado a respeitar, não precisa cuidar, só de não maltratar já é uma grande evolução para o ser humano. 
Ainda mais que agora é lei. 
Os dois foram vacinados, castrados, medicados, usam anti-pulgas, tem a melhor ração todos os dias, e duas vezes na semana tem a ração úmida que eles adoram e já esperam ansiosos pela próxima porção.
O apartamento que eu morava era telado, quando me mudei precisei telar o novo apartamento, esse foi o maior gasto que tive, De qualquer forma tenho filhos pequenos e teria que telar, então nem coloco na conta dos gatos.
Ter uma caixa para transporte também é fundamental, é impossível levar um gato para qualquer lugar solto no carro.
Um gato pode viver mais de 15 anos, é um ser vivo, não pode esquecer de cuidar igual se cuida de uma criança.

Gatos são uma delicia, e assim como a gente cada um tem um temperamento diferente, a Mia é uma lady, já o Vincent é um psicogato. mudei muita coisa na decoração e até hoje não posso dar bobeira porque ele pensa que é cachorro, carrega tudo para um cantinho para brincar depois.
E talvez o mais importante, tenha consciência que nunca, jamais um gato depois de adotado poderá ser abandonado. Um gato solto na rua, principalmente depois de castrado e de uma temporada dentro de casa é alvo fácil. Além de todas as dificuldades, da maldade das pessoas que atropelam, chutam,envenenam, arremessam contra muros, pisam e todo tipo de horror, tem os cachorros, as quedas de muros e telhados, os insetos, os ratos envenenados, outros gatos… E nem invente em devolver o bichinho porque vai mudar, viajar ou qualquer outra coisa, eles tem sentimentos, sentem a falta dos donos e morrem também de depressão.
Leu tudo isso e percebeu que pode adotar e quer adotar um gato?
Vou deixar os links aqui de lugares que tem vários gatinhos disponíveis para adoção, inclusive os de Campinas.

Agora, se depois de ler você percebeu que não tem como adotar um gato, por qualquer motivo que seja, mas gostaria de pelo menos ajudar de alguma forma, os mesmos links são de locais que precisam de ajuda, não só de doações em dinheiro, mas também de voluntários para limpar, brincar e cuidar dos gatinhos. Será que você não tem um dia livre no mês para ajudar uma instituição dessas?

Adote um gatinho. 

Eu Amo Gatos 

CatLand 

SOS Gatinhos

Os Gatos Da Vida Nova Por Uma Nova Vida


Esses são alguns exemplos em São Paulo, se você sabe de outros locais deixe o link nos comentários, marque uma entrevista, denuncie maus tratos, ensine as crianças a cuidarem e respeitarem os animais.