Food Revolution Day, Uber, Escape 60, Brownies e Outro Gato Adotado

postado em: Vida de Gato | 0

Sinto muita falta de ficar em casa e escrever na hora em que dá vontade e que a inspiração vem, sinto muito saudade de arrumar a minha casa, organizar as coisas, nos finais de semana quero só fazer TU DO!  Claro que não rola nem metade, mas essa foi a vida que escolhi, trabalhar para poder estudar, o que me deixa sem tempo para fazer o que eu gosto o que dá prazer. Aí você vai me perguntar, mas estudar não te dá prazer, Sandra? Sim e muito, porém bem menos do que acreditei que daria, passo mais tempo politizando os grupos que estudando ou aprendendo algo. Isso me torra a paciência. Propaganda, conceito, referencias, se precisar explicar é porque está errado ou a outra pessoa não tem conhecimento suficiente para absorver e aí fica tudo muito medíocre.

Ansiedade

Tanta aflição, ansiedade e terceirização da minha responsabilidade geraram consequências físicas, voltei a ter insônia o que me deixa irritadíssima durante o dia, porque antigamente eu ainda podia dormir durante o dia pra descansar e hoje em dia eu não posso nem piscar no ônibus, porque sempre vou em pé e espremida pra tentar chegar na hora.  Minha pressão foi a 19×12, corri para o pronto socorro, tive que pagar consultas, vou ter que pagar exames e ainda bem que tenho amigos que me ajudaram com os exames e consultas, estou tomando remédio diariamente para controlar a pressão só pra não infartar antes do tempo.

Isso tudo é culpa só do estres? Não, é culpa minha também que ando almoçando no shopping e jantando na faculdade, quando dá pra jantar, tudo com muito sódio, gordura e açúcar, não tinha mesmo como dar certo.

Independente do resultado dos exames o melhor e mais barato remédio foi correr para a feira e já que não durmo mesmo, aproveito as noites para cozinhar, continuo irritadíssima durante o dia todo, mas pelo menos almoço e janto coisas saudáveis, carrego sempre uma ou duas frutas na bolsa, a proposito acredito que esqueci uma maçã na gaveta do trabalho.

Foi nesse susto de pressão super alta que conheci o Revolution Food Day, projeto  do Jamie Oliver para melhorar a saúde e alimentação das pessoas ao redor do mundo. O site estimula que as pessoas preparem suas refeições utilizando alimentos frescos, sem aditivos e muito mais saudáveis. No ultimo dia 20 vários grupos em diversos países se reuniram ao redor do mundo para incentivar e conquistar mais adeptos da alimentação saudável. Qualquer pessoa pode participar, pode se inscrever no site ou procurar grupos pelo Facebook na sua cidade. Começar é bem simples, basta preparar sua refeição de forma saudável, se puder ensinar 3 pessoas a fazer o mesmo será maravilhoso, já terá uma corrente sendo formada. Sua saúde e seu bolso agradecem!

Eu comecei de maneira bem simples, passando no sacolão, visitando a sessão de frutas, verduras e legumes do supermercado, ainda não está 100% mas a intenção e zerar a compra de produtos industrializados e processados. Não prometo posts aqui, mas muitas fotos no Insta gram @sanprs, sigam lá que toda semana terá dicas também podem pesquisar pela #sansfoodrevolution.

food revolution

Quem me segue no Insta gram e no Facebook deve ter notado algumas fotos de brownie, acontece que fazendo o trabalho de marketing do semestre, pesquisando, cai num vídeo de um empresário de brownie, claro que fui pra cozinha preparar uma receita, deu tão certo que fiz outra e mais outra e já tenho até algumas encomendas, vou criar a marca, fazer todo o plano de marketing, um passo de cada vez, vai que dá certo? Tomara que o professor aceite um plano de marketing de uma fabrica de brownies, porque o que ele pediu no trabalho ta enroscado na página 15 e tem até as 22 horas de hoje pra finalizar. Que culpa tenho eu se meu esporte preferido é cozinhar?

Pop Brownie

 

Mudando completamente de assunto, essa semana usei o Uber pela primeira vez, fui convidada pela Carol que está começando um projeto novo, um blog para ela escrever com o filho, Companheiro de Aventuras, para ir ao Escape 60. No meio do caminho descobri que não daria tempo de ir de transporte publico e não pensei duas vezes, usei o aplicativo do Uber, em menos de 5 minutos já estava a caminho, e o melhor, gastando menos que se fosse de ônibus, pois fui numa corrida compartilhada, como deveria sempre ser.

Uber é um projeto muito bacana, mas tem que ser regularizado, táxi é táxi e uber é outra proposta, entenda as diferenças! Foi muito bom para dar um susto nos taxistas que se achavam donos do ramo, não preveriam uma concorrência tão acirrada. Vamos torcer para que o Uber continue sendo util e que sobreviva, já que o intuito seria quem já está com o carro na rua oferecer caronas a quem precisa ir até um local próximo do destino do motorista, já estão profissionalizando o Uber, e com esses preços não sei se sobrevive por muito tempo, sem contar que fogem da proposta e vão acabar sendo taxados pelo governo, mesmo que com impostos menores, talvez a demanda não alcance, se é que vocês me entendem. Se contar só pela gasolina, ok, dá lucro, mas todos sabemos que carro não vive só de combustível, tem água, tem óleo, tem revisão, tem seguro que pra Uber é tão ou mais caro que de táxi, tem o desgaste do veiculo e por aí vai… O segredo do sucesso é compartilhar!

Graças a meu Uber compartilhado cheguei a tempo no Escape 60 e aí foi uma loucura, que coisa de louco, tudo tem um porque, tudo tem uma lógica e vai saber qual é?  Você acha que uma hora é muito tempo, mas quando percebe faltam 15 minutos para acabar e você não desvendou nem metade dos códigos. Fomos na sala Kitchen que era bem tranquila, mas claro que eu vou querer conhecer todas as salas, é uma ótima diversão. Um momento desconectado do mundo virtual e com muita interação. Pra reunir a família, os amigos, comemorar aniversário, ou só fazer algo diferente e usar a cabeça sem só pra separar as orelhas.

Escape 60 Kitchen
Imagem de Escape 60

 

Como essa semana tudo que tinha pra acontecer aconteceu, eu também adotei um outro gato. Desde que mudei de apartamento em janeiro, percebi que havia um gato preto rondando o condomínio, eu como boa cuidadora sempre oferecia comida, saches e água, até que há uns 15 dias ele apareceu machucado, voltei pra pegar o celular e tentar conseguir ajuda para trata lo e quando cheguei onde tinha deixado o gato comendo ele não estava mais lá. Fiquei preocupada, ainda mais com sexta feira 13 na semana passada, nada do gato voltar, isso que todos os dias o encontrávamos a caminho do trabalho. Até que ontem pela manhã ele apareceu na varanda, brincando com o Vincent como sempre, fomos levar comida e percebemos que o ferimento só tinha piorado, fiz um esquema de guerra, pra prender o gato e estou mantendo isolado na varanda.

Adoçãoresponsavel

Uma amiga veterinária já constatou que é um caso de sarna otodéctica e o tratamento apesar de simples é caro, até porque tem que fazer a profilaxia nos outros dois aqui de casa, porque mesmo que eu não tivesse resgatado o bichano, eles brincam pela varanda e há vários outros gatos rondando por aqui, já que agora moro no térreo, é bom aplicar o Advocate de tempos em tempos, já limpei o ferimento, improvisei uma grande casa para ele na varanda, quentinha e protegida, vou comprar a medicação o mais rápido possível para que possa logo fazer a adaptação dele com os gatinhos da casa.

O Vincent já está louco para interagir, enquanto a Mia só chega perto pra fazer “fus” e correr pra bem longe.

Também vou providenciar a castração, outra amiga já está ajudando. Quem tem amigos tem tudo. Não teria condições de ajudar o gatinho se não fossem meus amigos. Estou pensando inclusive em fazer uma rifa para juntar o dinheiro do tratamento, já que estou gastando no cartão de crédito e uma hora essa fatura vai chegar. Não quero uma estrelinha, quero que as pessoas entendam, como falei aqui, que há várias formas de ajudar animais abandonados e quando você age com transparência muita gente ajuda, pode parecer pouco, mas no final faz uma grande diferença.