minimalismo, veganismo e empreendedorismo

Minimalismo, Veganismo, Empreendedorismo e outros ismos da vida de hoje.

A minha mãe dizia que a gente vive uma vida inteira e não aprende nada e ela tinha alguma razão. A gente aprende sim, nem sempre ficam muito claras as lições que a vida nos dá. Nem sempre a gente quer admitir o que aprendeu e preferimos continuar insistindo nos erros, nas conformidades da vida.

Eu sempre achei que não era consumista, sempre acreditei viver com o minimo, e que só gastava com consciência, mas empilhava peças de roupas usadas apenas uma vez e depois de anos empilhadas colocava na sacola de doação, pra então tempos depois precisar novamente das peças. Isso sem falar nos artigos de papelaria e cadernos, devo admitir que a maior parte dos cadernos que tenho hoje eu ganhei, só compro na Daiso um caderno para o semestre e uma agenda baratinha na Kalunga, que esse ano será um planner da Tilibra que parece super funcional pra minha vida e profissão freelancer.

Esses dias encontrei uma bolsa cheia de lingerie para ocasiões especiais da época que eu ainda tinha relacionamento, faz anos que não uso nada, acho que a maioria nem me serve mais então fiquei me perguntando se da pra doar essas coisas, porque jogar fora parece tão sem propósito porém guardar pra quem sabe um dia emagrecer e encontrar alguém é tão vago também.

Encontrei sem querer um canal de uma menina minimalista e meu deu uma inveja danada do guarda roupa dela, da casa livre de coisas pra limpar, da facilidade que deve ser uma mudança de apartamento e já fui logo querer destralhar uma parte da casa dei de cara logo com uma caixa enooorme de fotografias, agendei para a semana do natal digitalizar todas, organizar tudo em álbuns de cada filho e entregar pra eles, guardar apenas um álbum comigo.

Consegui separar livros para vender ou doar, algumas peças de roupas, utensílios de cozinha, to fazendo coleção de coisas de confeitaria, nem tenho usado tanto e das 3 caixas que tenho de tudo quero reduzir para apenas uma.

Em paralelo a isso estou consumindo cada vez menos carnes e produtos de origem animal, posso dizer que já estou quase vegetariana, vegana ainda leva um tempo, mas ta ok, eu sempre soube que era um processo e mesmo que eu não vire vegana nunca, já diminui muito o consumo de todos os dias, duas vezes ao dia pra uma ou duas vezes na semana uma porção bem pequena.

Para completar a lista de ismo, no ultimo mês por conta de um freela li dois livros sobre empreendedorismo e fiz três cursos do tema, descobri que sempre fui empreendedora mas nunca desenvolvi essa habilidade corretamente, agora finalmente percebi esse dom e sei como trabalhar com ele acredito que vocês verão mais sobre o tema aqui, pois me pareceu uma boa forma de ajudar as pessoas e me organizar também.

Numa outra pesquisa sobre a Cacau Show também para a faculdade, fiquei ainda mais apaixonada pela marca e seu criador, o Alexandre Costa, mas apaixonada a ponto de querer ser ele, me lembrei que na mesma época que ele deu inicio a empresa eu estava aprendendo também a fazer chocolate, a diferença entre nós foi que ele era apaixonado por isso e olhou para o chocolate como uma negócio de sucesso e eu apesar de ser apaixonada por chocolate sempre olhei para ele como um complemento da renda, por um milhão de motivos que serão assunto de outro post, agora preciso voltar a escrever sobre a marca e concluir meu trabalho, o sétimo semestre e meu pré TCC me espera.

O sufixo “ismo” tem ao menos 6 possibilidades de utilização, mas várias outras formas de expressão, sem dúvida estou vivendo uma fase de novas ideologias por isso tantos ismos atualmente: Minimalismo, Veganismo, Empreendedorismo que talvez eu já vivesse em sua plenitude se deixasse o ceticismo de lado.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *